Durante minha infância, na idade de nove para 10 anos, as brincadeiras eram sempre as mesmas, o pique, brincávamos sempre em grande quantidade de pessoas, dando uma emoção enorme ao pique-esconde ainda mais, brincávamos em um milharal enorme, de mais ou menos 300 metros de comprimento e 50 de largura era imenso dando uma dimensão maior ao jogo, nós se escondíamos em todo lugar que era possível e existia uma enorme castanheira no fundo do milharal me lembro detalhadamente era robusta com tronco largo com os galhos semi-secos longos com folhas castanhas quase secas. Durante à noite dava um tom sombrio a castanheira pois a unica luz era dos postes a 70 metros da arvore servindo como holofote para o milharal e uma castanheira escura no fundo. 




Uma hora se passo e ia me esconder novamente ao fundo da castanheira entramos pela lateral do milharal, andando lentamente passando folha sobre folha dos pés de milho íamos conversando eu e mais 2 amigos que comigo foi se esconder,  quando escutamos:"8, 9 e 10 Estou indo!" danamos a correr até a tal castanheira afobados para que conseguirmos se esconder sem sermos vistos, antes de chegar a tal castanheira, correndo com único intuito de se esconder chegando perto a 10 metros de circunferência ao redor da arvore, um ser sai de trás da arvore com meio corpo parecia ser uma pessoa um humano mas era totalmente negro dois olhos vermelhos vibrantes, não havia cabelo, e estava olhando diretamente para mim, no momento que vimos tal ser brecamos, fomos escorregando sobre as folhas caídas no chão e chegando aos poucos perto do ser, coisa de milésimos de segundos do momento de escorregar e levantar novamente correndo na outra direção, mais foi suficiente para gravar essa imagem na minha mente por esse tempo todo.

Logo após voltamos correndo para rua gritando amendrontado e contamos a todos o que tinha acontecido mas como todo RSP (Relato sobrenatural Pessoal) todos falam que você esta doido ou coisas do tipo, fui correndo para casa contei para meu pai, ele fez questão de ir lá com toda certeza que eu contava o que tinha visto mas não viu nada. A brincadeira continuou e eu? não entrei mais lá de noite.

Muito tempo depois, pesquisando em alguns livros mas não com intuito de saber qual real identidade do ser, mas sim para fazer outras postagem lendo um livro muito tradicional O Grimorium Verum, um livro demonológico (estudo dos demônios) li uma coisa que liguei com história que foi relatada por mim:

"Com respeito aos espíritos, há o superior e o inferior. Nomes dos superiores são: Lúcifer, Beelzebuth, Astaroth. O inferiores de Lúcifer estão na Europa e Ásia, e o obedece. Beelzebuth mora na África, e Astaroth habita a América
O Aparecimento Visível de Espíritos.
eles de assunto ou forma, e tem que achar um corpo para se aparecer dentro, e um satisfatório à manifestação planejada deles e aparecimento.
Lúcifer se apresenta na forma e figura de um menino justo. Quando bravo, ele parece vermelho. Não há nada monstruoso sobre ele.
Beelzebuth às vezes se aparece em formas monstruosas, às vezes como uma vaca gigantesca, às vezes como um bode, com um rabo longo. Quando bravo, ele vomita fogo.
Astaroth se aparece preto, em forma humana."

Categories: ,

Leave a Reply